terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

Drama do acesso ao Bilhete de Identidade em Moçambique

<<Mais de 100 mil Bilhetes de Identidade estão abandonados nos serviços de identificação civil em todo o país. A maioria dos Bilhetes de Identidade (BI) abandonados estão nas cidades de Maputo, Beira e Nampula. Só em Janeiro, pouco mais de 38 mil documentos daquela natureza não foram reclamados pelos proprietários. Aliás, em Janeiro o serviço de identificação civil recebeu cerca de 106 mil pedidos de BI, mas só 67 mil foram levantados pelos proprietários.>>
 
A notícia acima foi extraída do “Jornal O País” [15.02.2016] e confesso que quando vi os números fiquei espantado. Mas, depois dei por mim e vi que na verdade este fenómeno é fruto da incompetência dos nossos serviços de identificação civil.


O facto é que as pessoas emitem pedidos de BI que chegam a expirar o prazo do próprio documento sem que este chegue as mãos do proprietário visto que a demora é infinita.

Os nossos serviços de identificação são um dos piores sectores públicos para os cidadãos onde os esquemas imperam para sair na frente e ter o BI em tempo recorde.

Não podem se espantar que as pessoas não voltem para lá buscar o BI porque estas já arranjaram "formas espertas" de ter aquele precioso documento. Já dizia António Francisco (Instituto de Estudos Sociais e Económicos - IESE) que a maior parte da população moçambicana nasce, vive e morre sem ter documento algum de identificação.

Sem comentários:

Enviar um comentário